O autor

Dia 15 de março de 1991 nascia o poeta sobre o qual lhes escrevo. Filho de Almino e Ana Cláudia, passou a infância em Vila Velha, Espírito Santo, sua cidade natal, ao lado de seus irmãos Aline e André. Por volta dos 14 anos, Augusto Barros Mendes descobriu seu interesse pela escrita, começando a escrever prosa e narrativas para, então, pouco antes de mudar-se de sua cidade, passar a escrever apenas poesias. No entanto, mesmo dentro desse ramo, seu estilo modificou-se durante os anos. Antes, Augusto Barros tinha poemas mais melancólicos para depois passar a escrever em um estilo mais contemporâneo. Aos 17 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro, para estudar. Em 2009, depois de apenas dois anos dedicando-se à poesia, venceu o Concurso Nacional de Poesias Franklin Cascaes, com a poesia "Flor-paradoxo". Em 2010 venceu o III Concurso Canon Nacional de Poesia, com a poesia "180º". Hoje reside em Niterói, onde continua escrevendo poesias e aprimorando seu dom da escrita, possuindo um estilo poético que preza pela simplicidade.











 Augusto Barros, em 2011


"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho." (Clarice Lispector)

"No caráter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude." (Henry W. Longfellow)



Texto de Isabella Saldanha
Fotografia de Mariana Werneck
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...