Castanho e castanheiras

Entre tantas castanheiras
Verdes, alguns musgos
O seu cabelo balançava
Marrom junto aos uivos
Dançava no mesmo ritmo das folhas
E de outras coisas

Você ficou ali por muito tempo
Caminhando com um andar lento
Até sumir por entre o verde...
E para mim restou apenas ver-te

10 comentários:

  1. Achei muito legal os dois ultimos versos! Parabéns August! Como sempre, brilhante :)

    ResponderExcluir
  2. Adoreiiiiii
    Bjinhos e bençãos!!!!!!!!!
    Mamãe

    ResponderExcluir
  3. Augusto,

    Enquanto lia imaginava a cena do instante da perda.
    Apreciei toda construção e como utilizou as palavras verde, ver-te.

    Forte abraço

    ResponderExcluir
  4. Guto, só estou esperando o livro.
    Linda, linda, linda!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Gostei, é bom velar o outro.

    Abraços. Ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia!
    Gostaria de convidá-lo para assistir a poesia "A Velha Catarina", declamada em vídeo pelo esposo de Izabel Sadalla Grispino.
    Visite-nos!!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Apreciou o lugar, os ventos e o som. Poeta ela se foi ou deixou ir? Suave poesia, intenso momento. Como sempre Boa Poesia!

    ResponderExcluir
  8. Adoro isso de dançar no ritmo das folhas, rs

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...