Sem hora

“Ora, senhora

Não está na hora?”


“Hora de quê, criança?”


“De viver sua infância”


“Não foi assim que minha vida quis...”


“Mas ouvi dizer que nunca é tarde para ser feliz”


“Um dia você verá que não é bem assim...

Na vida tudo tem o seu fim”


19 comentários:

  1. Lindo diálogo. E a foto caiu muito bem!

    ResponderExcluir
  2. Belo diálogo, mas arecdito q o fim da infância é a morte dos nossos sonhos.
    Gostei do espaço Sigo
    Abç

    ResponderExcluir
  3. Rapaz, maravilha o título, o texto, a imagem.
    Não creio no fim, as coisas se transformam, como a minha avó, virou lembrança.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Que lindo!

    A sem hora não tem hora.
    Nunca irei me esquecer disso. Direi isso para os meus netos.

    ResponderExcluir
  5. Nha!! nascer, crescer, envelhecer e morrer! =D

    ResponderExcluir
  6. "Na vida tudo tem o seu fim"
    Será que pra ser feliz também tem seu fim????

    Lindo Dialogo...

    Beijos na Alma

    >>DAni

    ResponderExcluir
  7. Sensibilidade e verdade no dialogo e na imagem
    =]

    ResponderExcluir
  8. Sabia colocação - a imagem então perfeita e ao memos tempo linda ^^
    Jeniffer

    ResponderExcluir
  9. Imagem linda e perfeita para ilustrar um post tão verdadeiro, pois a única certeza que temos é que um dia iremos morrer...

    ResponderExcluir
  10. dinoo, juro que nem tinha lido essa e fiz um post sobre envelhecer.. hahahah
    amei amei amei
    saudade
    beijo

    ResponderExcluir
  11. Adorei o estilo! Te amo.

    ResponderExcluir
  12. Gostei :)
    Te sigo, tá?!
    Bjão e um ótimo sábado prá ti :)

    ResponderExcluir
  13. Ótima sacada nesse trocadilho da SEM HORA!
    Parabéns por mais uma poesia, Augusto.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  14. é.
    tudo tem seu fim, porem o fim significa que chega a hora de começar novamente.

    ResponderExcluir
  15. Augusto, o medo do tempo só vale se não o aproveitar da melhor maneira que encontrar. O tempo é tudo, bom e mau, a nosso favor e contra. Cronos devora os filhos, mas é o próprio pai - deu a vida.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Julianna Hernandez27 de março de 2011 13:58

    Cada vez me impressiono mais com a sua capacidade de exprimir um conceito complexo e vasto em poucas palavras tao bem usadas
    Parabens!

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...