Rei

Quando você perceber que o mar
Está no copo d’água que você bebe

Que as maiores riquezas da humanidade

São guardadas a sete chaves no bolso da plebe


Verá que nesta vida pode-se ter tudo

Tornando-se rei do seu próprio mundo


7 comentários:

  1. Adorei, August! Ficou expressivo e simples, ao mesmo tempo!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, arrasou, Augusto!
    Poesia rápida e impactante.

    ResponderExcluir
  3. Uhullll...Gostei dessa!!!
    Beijos,
    Aline

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito!
    Caramba, fazia tempo que não entrava aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tu,
    De primeira.... bjinhos e bençãos!!!!!
    Te amo... mãe

    ResponderExcluir
  6. Gian Castrioto malot30 de julho de 2010 14:31

    Muito show!

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...