Verdecer

Cor de relva entre estações

Do verão ao outono

Os pigmentos antes em sono

Assumem formas poéticas de Camões


O arco-íris cede sua quarta cor

E colore toda sua íris

Formando luas gêmeas

Verdades verdes e sêmeas...


Eram os seus olhos


9 comentários:

  1. Eu não poderia deixar de comentar! Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Descrição incrível. Simplesmente bela. Parabens ^^

    ResponderExcluir
  3. Linda, e definitivamente combina com a foto xD. Segunda estrofe: maravilhosa.

    ResponderExcluir
  4. Uauuuuuuuu!! Ah amigo.. quero um poema pra quem tem olho azul tbm hehe

    bju S2

    Linda poesia.. como todas.. aff e meus elogios ja estao repetitivos.rs

    ResponderExcluir
  5. muito boa, muito boa mesmo! como sempre, né.

    ResponderExcluir
  6. muito bem trabalhada. a segunda estrofe tá muito viva. ótima.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito...
    Que saco, faz uma poesia ruim pra eu comentar alguma coisa diferente... huahauahua
    beijos

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...