Prosopopéia

Onze anos de idade

Menino no centro

Da cidade onde havia ela

Pálida e outros byronismos


Súbito beijo a deu

Foi a primeira saliva

Trocada de sua vida

Rala às oito bem cedo

Ralam lábios no concreto

Exata hora de alegrar

Verde em volta: canteiro


O muito escapou pelo nariz

Era água da estátua chafariz


9 comentários:

  1. adorei a construção e quebra da expectativa quanto a mulher :) parabens, augus!

    ResponderExcluir
  2. Mano, adorei a mistura.
    Palidez.
    Os lábios ralados.
    Bayronismo.
    Imaginei o sangue jorrado.
    Cada coisa de sua vez.


    vou add no meu blog

    ResponderExcluir
  3. podreeeeeeee
    é uma merda escarniçaaa

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...