Orquestra

Noite sozinha.
Noite muda.
Noite sem vida.
Noite profunda.

A Lua, maestrina,
Não existe.
Abandonou a orquestra.
Está morta no mais sombrio esquife.

Estrelas perdidas.
Sem luz, sem canção.
Desaparecem despercebidas
Com dor no coração.

Noite em que tudo começa
E tudo termina.
Menos a solidão.

2 comentários:

  1. ...Noite em que tudo começa
    E tudo termina.
    Menos a solidão.

    =/

    ResponderExcluir
  2. Augusto, me indentifiquei muito. Acho que suas poesias tem tudo a ver com a minha personalidade. Gostei demais!

    ResponderExcluir

Poderá ser preciso clicar mais de uma vez no botão "Postar comentário" para que o seu comentário seja enviado com sucesso. Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...